Comunicação assertiva: aprenda a se expressar melhor

A comunicação assertiva é uma habilidade muito importante, ainda mais nos dias atuais.

Todos sabem que se comunicar é importante, mas será que você está fazendo isso de uma maneira correta?

Será que você também sabe se expressar com seu corpo, além da sua fala?

A comunicação assertiva permitirá que sua mensagem alcance mais pessoas, de uma maneira mais eficaz.

Aqui você descobrirá como se comunicar assertivamente, para que possa se expressar melhor nos seus relacionamentos.

O que é a comunicação assertiva?

A comunicação assertiva é você se comunicar de maneira direta e honesta, respeitando sempre a outra pessoa, afim de expor o que você pensa devidamente.

Além da assertiva, existem outras duas maneiras de se comunicar com outras pessoas: a agressiva e a passiva.

Antes de falar sobre cada uma delas, vale ressaltar que não existe um estilo que seja o melhor em todas as situações. Algumas vezes é necessário ser mais agressivo ou passivo também, mesmo que a maneira assertiva seja muito boa na maioria das vezes.

Maneira passiva

A comunicação passiva está muito ligada a ignorar os próprios sentimentos e vontades para benefício do outro.

Muitas vezes, por uma necessidade instintiva de aceitação, nos inibimos, nos deixamos levar pelo o que os outros querem de nós.

Este tipo de comunicação visa evitar confrontos, críticas e julgamentos, mas pode nos causar muito mal no fim.

Às vezes pode até ser necessário se comunicar de uma maneira mais passiva. Porém, constantemente deixar os desejos dos outros a frente dos seus apenas lhe trará problemas.

Ao agir passivamente você se compromete demais com vontades e desejos que não são seus, e perde o controle da sua vida. Você deixa que outras pessoas tomem as decisões por você porque tem medo do que elas vão pensar do que você acha e quer.

Realmente, é muito importante saber auxiliar e respeitar os desejos do próximo, mas fazer isso às suas custas pode ser destrutivo.

Maneira agressiva

Por outro lado, a maneira agressiva de comunicação envolve imposição. Pessoas que se comunicam mais desta forma costumam julgar muito os outros, desafiar e intimidar.

Enquanto que o passivo se destrói para evitar um conflito, o agressivo entra em conflito para tentar sair por cima, e isso também não é uma estratégia muito boa, já que dificilmente você conseguirá a colaboração de alguém deste jeito.

Mesmo assim é importante ser agressivo de vez em quando, pois todos possuímos desejos e queremos alcançá-los. Ser passivo não lhe ajudará nisso.

A assertiva

A comunicação assertiva, na verdade, é como se fosse um equilíbrio entre a passiva e a agressiva.

Você não deve se deixar em segundo plano sempre, muito menos se impor demais sobre as outras pessoas.

O objetivo deste tipo de comunicação é ser claro, de maneira que a informação que você queira passar seja facilmente entendida por quem recebe a mensagem.

A assertividade vem quando você consegue transmitir o que pensa e sente, sem o objetivo de agredir a outra pessoa, mas sim comunicá-la.

Dicas para você se expressar melhor

Agora você verá algumas dicas para que consiga utilizar realmente a comunicação assertiva e, com isso, se expressar melhor.

1. Autoconhecimento

A melhor forma de começar a melhorar a sua comunicação é entendendo como você está se comunicando agora.

Sendo assim, procure perceber como você anda agindo em frente a outras pessoas. Desta forma irá detectar o que exatamente precisa ser modificado.

2. Seja um bom ouvinte

Nos consultórios dos terapeutas Método Kraisch® a comunicação assertiva também é muito útil.

Uma das características mais importantes de todo bom terapeuta é saber ouvir. Deixar a outra pessoa se expressar assim como você se expressa para ela.

E, ao fazer isso, preste atenção no que é dito, pois do mesmo modo que você quer ser ouvido o outro também quer. Em outras palavras, seja recíproco na comunicação.

3. Seja direto

Comunique.

Para ser assertivo na comunicação você deve comunicar. Não fique enrolando, isso pode trazer ambiguidade ou transparecer que você está inseguro ou com medo.

4. Comunicação não verbal

A linguagem verbal não é a única forma de comunicação.

Além de transmitir o pensa e sente através de suas palavras, você deve da mesma maneira transmitir isso através do seu corpo, da sua expressão corporal.

Os dois meios de comunicação devem estar atuando em conjunto, um reforçando o outro, para que a mensagem seja entregue de maneira ainda mais clara e objetiva.

Imagine como seria confuso você falar firmemente com alguém, porém de cabeça baixa.

5. Tenha conhecimento sobre o que fala

Para se ter confiança ao dizer algo é importante saber do que você está falando.

Somente assim você poderá comunicar algo a alguém de maneira clara e segura.

6. Pratique

Quando se está tentando aprender um novo tipo de comunicação é importante praticar. Do contrário você acabará se comunicando da maneira que sempre se comunicou.

Para praticar e desenvolver a sua comunicação assertiva, busque treinar essa nova maneira de se expressar, falando com amigos, familiares ou buscando cursos de oratória.

Como isso pode te ajudar

Alcançar um equilíbrio na sua maneira de se comunicar é algo imprescindível para se estabelecer relações boas com outras pessoas, sem ser agressivo demais ou se tornar uma capacho.

Logo, isso lhe ajudará nas mais diversas áreas, pois em quase tudo que fazemos devemos nos comunicar e relacionar com alguém.

Trazemos aqui uma lista dos benefícios que você pode adquirir ao fazer uso da comunicação assertiva:

  • Aumento da sua autoconfiança e autoestima
  • Criar relações honestas
  • Criar situações onde todos os lados se beneficiam
  • Ganhar o respeito dos outros
  • Melhorar a sua comunicação
  • Melhorar a sua tomada de decisões

Características de quem pratica a comunicação assertiva

Um bom comunicador será aquele que:

  • Consegue ser um bom ouvinte
  • Se expressa com segurança, sem medo das críticas dos outros
  • Se expressa mantendo o respeito
  • Sabe se expressar tanto verbalmente quanto corporalmente
  • Tem convicção no que fala
  • Comunica diretamente, sem “encher linguiça”

Com isso, você entende que algumas vezes nos comunicamos de uma maneira que, sem que percebamos, nos coloca em papéis ruins nos nossos relacionamentos.

Praticando uma comunicação assertiva, é possível mudar isso e começar a se expressar melhor com as outras pessoas.

Através de um amplo processo de autoconhecimento, a terapia breve Método Kraisch® pode te ajudar a entender melhor a maneira como você se expressa, para assim desenvolver uma comunicação assertiva.

Se quiser buscar alguém para te auxiliar nesse processo de autoconhecimento, clique no botão abaixo!

Compartilhe

Share on twitter
Share on facebook
Share on email
Share on linkedin
Share on tumblr
Share on whatsapp

TALVEZ VOCÊ TAMBÉM GOSTE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *